Prepare-se para uma mudança RADICAL na gestão de transportes!

Artigo escrito por Marco Antonio Oliveira Neves, Diretor da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda

Prepare-se para uma mudança RADICAL na forma como você vem gerenciando a conta frete e se relacionando com seus prestadores de serviços. Diversas “forças” pressionarão o seu atual modelo de gestão, forçando-o a realizar uma mudança profunda ao longo do final de 2015 e de todo ano de 2016.

De um lado a Petrobrás, atolada em dívidas de centenas de bilhões de dólares, e enfraquecida pela corrupção, pela variação cambial, pela derrubada no preço do barril de petróleo e pela queda no consumo. Diante desse cenário, a empresa precisará reajustar o preço dos combustíveis com maior frequência para repor parte de suas “perdas” e para manter um nível mínimo de investimentos.

Na outra ponta, uma legião de Transportadoras, grande parte delas combalida, em função de ineficazes modelos de gestão e do contínuo aumento de custos, decorrente da maior complexidade operacional e do reajuste dos combustíveis e de outros importantes insumos. Muitas não suportarão o atual momento, e numa última tentativa, baterão à sua porta, com uma postura de “tudo” ou “nada”. Outras, também em atitude desesperadora, proporão tarifas absurdamente baixas, para fazer parte de seu rol de fornecedores. Desconfie!

A isso tudo, some o atual cenário político e macroeconômico, com o país paralisado por disputas políticas, perda de confiança de empresários e consumidores, inflação, desemprego, e queda no PIB.

Se antes você trabalhava com poucos parceiros, divididos por regiões ou macro regiões, prepare-se para aumentar geometricamente o número de Transportadoras. Eram 3, 4 ou 5? Em breve serão 10, 15 ou 20. E um pouco mais adiante, talvez 50! Alguns Embarcadores têm adotado uma estratégia complementar, contando com pelo menos duas Transportadoras para atender a uma mesma região; dividem o “bolo” por precaução, mas também para pressionar as empresas.

Se antes você cotava o mercado uma vez ao ano, prepare-se para cotações trimestrais ou quadrimestrais e também para obter respostas instantâneas, diante de Transportadoras que optarão por deixar a parceria, caso seu reajuste de frete não seja aceito.

Se antes você alcançava 100 ou 200 Transportadoras, prepare-se para ampliar seu horizonte de relacionamento, para 1.000, 1.500, 2.000 empresas!

Se antes o processo de cotação era informal e mal organizado, adeque-se para fazer essas abordagens de mercado através de um estruturado processo de RFI (Request for Information) e RFPQ (Request for Proposal and Quotation). Se fizer diferente, correrá o risco de escolher mal, e assim colocará em risco o seu próprio emprego!

Se antes você se contentava em monitorar seu parceiro à distância, prepare-se para auditá-lo “in-loco”, constantemente.

Se antes não existiam contratos e não se falava em indicadores de desempenho e metas, prepare-se para uma intensa formalização e para uma cobrança sistemática. Dessa forma você estará menos exposto a riscos e a surpresas desagradáveis.

Não importa se a sua conta frete é de R$ 1 milhão, R$ 10 milhões ou R$ 100 milhões por ano. Por uma questão de sobrevivência, você será cobrado internamente para otimizá-la, quantitativamente e qualitativamente. Os holofotes estarão voltados para a área de logística. Você estará na vitrine, e será pressionado por custos e resultados, aquela tradicional gangorra difícil de se equilibrar. Daqui, ou você vai para o ceú ou você vai para o inferno.

Mexa-se, primeiro para assegurar o seu emprego. Depois, para garantir a sobrevivência da sua empresa nesse cenário desolador.

Contrariando o ditado popular que dizia “Tudo como dantes no quartel d´Abrantes”, “nada será como antes no quartel d´Abrantes”!

Boa sorte, bom trabalho, e sucesso a todos!

Deixe uma resposta

Como podemos te ajudar?

Entre em contato com a Tigerlog se precisar de mais informações sobre nossos produtos, serviços, cursos ou até mesmo sobre informações de mercado.

QUERO MAIS INFORMAÇÕES SOBRE OS PRODUTOS E SERVIÇOS

Demos

Layout

Wide
Boxed